Estabelece as regras relativas à utilização dos exames finais nacionais do ensino secundário como provas de ingresso no ano da sua realização e nos quatro anos seguintes, sem necessidade de repetição no ano em que for concretizada a candidatura ao ensino superior.

Topo